Operação secreta montada por Flávio Dino e articulada por Simplício Araújo para compra de respiradores contra Covid vira livro,

A saga da importação de aparelhos respiradores da China, com parada na Etiópia, mobilizada sigilosamente pelo governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), para escapar de possível confisco do governo federal, virou livro.

“A Operação Secreta Etiópia-Maranhão” (editora Vestígio), do jornalista Wagner William, vencedor do Prêmio Herzog, entra em pré-venda nesta segunda-feira (11). A obra conta os detalhes e os bastidores da ação tratada como “operação de guerra” pelo governo do Maranhão contra a Covid-19.

A experiência e a boa relação com o setor empresarial do secretário de Indústria, Comércio e Energia Simplício Araújo foi fundamental. Dos contatos na China (a negociação foi feita diretamente com a empresa de Guangzhou) à articulação do setor privado que financiou toda a operação.

Os respiradores saíram da China, passaram pela Etiópia,  desembarcaram em São Paulo e colocados em avião fretado para São Luís. 

Revelada pela coluna Painel do jornal Folha de São Paulo, a manobra do governo Flávio Dino driblar os governos brasileiro, americano e alemão repercutiu em todo o país.

A Receita Federal disse que a compra foi ilegal e só foi impedida de confiscar os aparelhos pela Justiça Federal, que acatou pedido do governo maranhense contra a pena imposta pela RF.  

A expectativa é que o livro do jornalista Wagner William revele especialmente os bastidores do Planalto, além do que já foi fartamente divulgado pela imprensa nacional.

Obs. Os primeiro, segundo e quarto parágrafos foram praticamente transcritos da coluna Painel. Leia matéria completa Aqui.

 

 

Fonte: Blog do Garrone.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*