Juiz que decretou “lockdown” na grande São Luis diz que recebeu ameaças.

O juiz Douglas Martins, da Vara de Interesses Difusos e Coletivos da Comarca da Ilha de São Luís. disse em entrevista ao Acorda Maranhão, na Rádio Mirante AM com Marcial Lima que está sendo ameaçado de morte por conta da sua decisão que obrigou o governo do Maranhão a decretar o “lockdown” em São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa.
As ameaças, segundo Douglas Martins foram feitas em seus perfis nas redes sociais desde a última quinta-feira (30) quando decretou o “lockdown” que entra em vigor amanhã (5) e vai até o próximo dia 15 de maio.
O juiz disse não temer nenhuma das ameaças que recebeu e que os autores e os perfis já estão sendo investigados pelos órgão de Segurança.
Segundo Douglas Martins, as ameaças estão sendo apuradas pelo Tribunal de Justiça e pela polícia.
“Eu já encaminhei essas denúncias ao setor de segurança do Tribunal e eles já estão tomando providências em relação a isso. Eu estou absolutamente tranquilo, não estou preocupado nem um pouco com essas ameaças. Não é que não esteja preocupado, mas eu estou me sentindo absolutamente seguro não estou com medo. A segurança do Tribunal está cuidando desse aspecto, a própria polícia está cuidando disso, apurando as responsabilidades de quem fez essas ameaças para providências cabíveis”, afirmou.
Douglas Martins dsse que as mesmas pessoas que cometem indisciplinas e vão às ruas depois vão à procura de leitos para pessoas infectadas com o coronavírus.
“Essa mesma indisciplina que faz uma pessoa dizer que vai matar o juiz por uma decisão é a mesma que faz as pessoas saírem na rua apesar da ordem de que é para ela não sair nas ruas e essa pessoa morre depois ou então aparece ligando para o teu programa [Rádio Mirante AM] pedindo uma vaga para um parente muito doente com coronavirus. Então vamos deixar essa vaga para uns que não teve a opção de ficar em casa porque tem gente que está na rua porque não tem opção e trabalha na rede de saúde, em farmácia, em segurança privada e trabalha na imprensa”, finalizou.
Fonte: Zeca Soares.

1 Comentário

  1. Eu não vejo nessecidade para uma medida tão dura.pode ter certeza o número de óbito não vai cai.o que as autoridades de saúde tem quê fazer é atender os doentes vocês tem que entender que nós estamos passando pôr uma pandemia .que ainda não tem tratamento

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*