Em Lima Campos, prefeito Jailson anuncia que não vai demitir nem atrasar salários O prefeito assegura a manutenção dos contratos e garante que não atrasará salários.

Prefeitura de Lima Campos dará proteção aos seus servidores nesse momento de grave crise financeira que os municípios brasileiros enfrentam. O prefeito assegurou a manutenção dos contratos dos servidores e garantiu que não atrasará salários.

“Por que não vamos demitir? Porque sempre fizemos uma reserva. Sempre nos preparamos para esses contratempos que, às vezes, acontecem com as prefeituras. Prefeito que não faz uma reserva, tem que demitir. No nosso caso, não! Vai dá pra segurar” – declarou o prefeito.

O programa Vale Gás não será interrompido, como também nenhuma atividade assistencial da prefeitura.

Em tempos de pandemia, a prefeitura limacampense está concedendo uma gratificação aos profissionais de saúde que estão na linha de frente, trabalhando diretamente no combate ao coronavírus. “Todos eles receberão uma gratificação”, afirmou o gestor.

Segundo o contador do município, Fábio Reis, do primeiro para o segundo bimestre de 2020, só de FPM (Fundo de Participação dos Municípios) a queda foi de 31,57% e de Royalties, 17,68%. Fora as perdas no FUNDEB, FUS e ICMS/Estado. A tendência é uma queda ainda maior na arrecadação do município no terceiro bimestre. “Alguns recursos já caíram 28%, outros 39%… a média geral ficará em 50% de perda de receita para Lima Campos” – ressalta o profissional.

Mesmo assim, a prefeitura manterá tudo normalizado. A notícia de que a prefeitura não realizará demissões e nem alterará o calendário de pagamentos dos servidores municipais – efetivos e contratados – tranquilizou todos os setores da cidade em progresso. “No meu mandato não haverá demissões e nem atraso de salários”, finalizou o prefeito de Lima Campos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*